VIVÊNCIAS NO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA E A IMPORTÂNCIA DA CONTEXTUALIZAÇÃO DAS INFLUÊNCIAS AFRICANAS NA CULTURA BRASILEIRA NO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Taiguara Pereira de Gouvêa IFSULDEMINAS, campus Inconfidentes.
  • Alex Emiliano de Souza Escola Estadual Coronel Paiva
  • Nilton Luiz Souto

Palavras-chave:

Culinária, Educação, África, Metodologia de ensino, Formação docente

Resumo

A cultura Africana está presente no Brasil por mais de três séculos e segundo a Lei 10.639/03, novas diretrizes
curriculares são propostas para o estudo da história e cultura afro-brasileira e africana. Durante o mês de novembro de 2020 foi ofertado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) o Plano de Estudos Tutorados (PET) 300 anos de Minas, na ocasião, a disciplina de ciências, ofertada em uma escola campo do Programa de Residência Pedagógica, ficou responsável pelos doces de compotas e plantas medicinais, como estávamos próximo a Semana da Consciência Negra, unificamos os conteúdos resultando no trabalho denominado “A influência Africana no uso de plantas medicinais e na culinária mineira”. Na expectativa de atrair a atenção dos estudantes foram confeccionados dois flyers objetivando ilustrar a temática. Contudo, entendemos que com essa atividade constituída de informações sucintas e de visual agradável tivemos uma melhor aproximação e comunicação com os estudantes.

Biografia do Autor

Alex Emiliano de Souza, Escola Estadual Coronel Paiva

A cultura Africana está presente no Brasil por mais de três séculos e segundo a Lei 10.639/03, novas diretrizes curriculares são propostas para o estudo da história e cultura afro-brasileira e africana. Durante o mês de novembro de 2020 foi ofertado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) o Plano de Estudos Tutorados (PET) 300 anos de Minas, na ocasião, a disciplina de ciências, ofertada em uma escola campo do Programa de Residência Pedagógica, ficou responsável pelos doces de compotas e plantas medicinais, como estávamos próximo a Semana da Consciência Negra, unificamos os conteúdos resultando no trabalho denominado “A influência Africana no uso de plantas medicinais e na culinária mineira”. Na expectativa de atrair a atenção dos estudantes foram confeccionados dois flyers objetivando ilustrar a temática. Contudo, entendemos que com essa atividade constituída de informações sucintas e de visual agradável tivemos uma melhor aproximação e comunicação com os estudantes.

Nilton Luiz Souto

A cultura Africana está presente no Brasil por mais de três séculos e segundo a Lei 10.639/03, novas diretrizes curriculares são propostas para o estudo da história e cultura afro-brasileira e africana. Durante o mês de novembro de 2020 foi ofertado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) o Plano de Estudos Tutorados (PET) 300 anos de Minas, na ocasião, a disciplina de ciências, ofertada em uma escola campo do Programa de Residência Pedagógica, ficou responsável pelos doces de compotas e plantas medicinais, como estávamos próximo a Semana da Consciência Negra, unificamos os conteúdos resultando no trabalho denominado “A influência Africana no uso de plantas medicinais e na culinária mineira”. Na expectativa de atrair a atenção dos estudantes foram confeccionados dois flyers objetivando ilustrar a temática. Contudo, entendemos que com essa atividade constituída de informações sucintas e de visual agradável tivemos uma melhor aproximação e comunicação com os estudantes.

Downloads

Publicado

2021-07-16

Edição

Seção

Licenciatura em Ciências Biológicas