A EVASÃO ESCOLAR NO REGIME DE ATIVIDADES NÃO PRESENCIAIS

Uma análise qualitativa de uma escola estadual do município de Poços de Caldas

Autores

  • Roger Monteiro IFSULDEMINAS- Campus Poços de Caldas
  • Júlia Maria Ferreira IFSULDEMINAS- Campus Poços de Caldas
  • Cristiane Martins
  • Jane Piton Serra Sanches

Palavras-chave:

Evasão escolar, Ensino remoto, Atividades não presenciais, COVID-19

Resumo

Devido a pandemia do vírus COVID-19, fez-se necessário a implementação do ensino de forma remota, entretanto devido também à pandemia as famílias enfrentam outras mazelas, como a dificuldade econômicas, socioculturais e educacionais dentro de suas casas. Assim, o objetivo desse artigo é discutir a evasão escolar durante a adoção do regime de atividades não presenciais em uma escola da rede estadual de educação de Minas Gerais. Por meio da aplicação de formulários aos professores foram levantados dados que indicam que a qualidade da educação pública e a desigualdade educacional foram acentuados com o ensino remoto, em razão de não garantir a aprendizagem, a qualidade e o direito e/ou a igualdade de acesso à educação para todos os estudantes.

Downloads

Publicado

2021-06-07

Edição

Seção

Licenciatura em Ciências Biológicas